Geneall.pt | Geneall.net | Índice | Fórum | Guarda-Mor | Livraria
Sidónio Bernardino Cardoso da Silva Pais
FSXXSP-pg. 196
GEPB-vol. 19-pg. 992
Sidónio Bernardino Cardoso da Silva Pais
* Caminha, Caminha, Largo da Matriz 01.05.1872 + Lisboa, Lisboa, Rossio 14.12.1918
Pais
Pai: Sidónio Alberto Marrocos Paes * 01.11.1846
Mãe: Rita Júlia Cardoso da Silva * 29.08.1844
Casamentos
Casamento I: Porto, Amarante 02.02.1895
Maria dos Prazeres Martins Bessa * 20.12.1867

Filhos
Filhos do Casamento I:
Filhos de Ema Manso Preto * 12.09.1871
Notas Biográficas
  • Professor, político, diplomata e militar
  • Licenciado em Matemática (Universidade de Coimbra)
  • Professor catedrático (Universidade de Coimbra)
  • Professor e director da Escola Industrial Brotero
  • Capitão do exército
  • Ministro do Fomento (1911)
  • Embaixador em Berlim (1913)
Cargos e Profissões
Cronologia
  • 17.08.1912
    Nomeação de Sidónio Pais como Ministro de Portugal em Berlim.
  • 08.12.1917
    Sidónio Pais assume a pasta dos Negócios Estrangeiros.
  • 12.12.1917
    Toma posse como presidente da república Sidónio Pais, terminando o mandato Bernardino Machado.
  • 02.03.1918
    O presidente Sidónio Pais assiste à missa na Sé de Lisboa, acto considerado reconcliliatório entre o Estado e a Igreja.
  • 09.03.1918
    Sidónio Pais cria os Ministérios da Agricultura e das Subsistências e Transportes.
  • 28.04.1918
    Eleições directas em que Sidónio Pais, único candidato, é eleito presidente da república. Realizam-se também eleições legislativas sem a participação dos três principais partidos da "República Velha". O recém criado Partido Nacional Republicano, sidonista, obtem maioria absoluta.
  • 09.05.1918
    Em Portugal, Sidónio Pais assume a Presidência da República.
  • 10.07.1918
    Depois de receber o enviado papal, monsenhor Francesco Ragonesi, o presidente Sidónio Pais decide o reatamento das relações diplomátricas de Portugal com a Santa Sé.
  • 14.12.1918
    No Rossio, em Lisboa, é assassinado por José Júlio Costa o presidente Sidónio Pais.
  • 16.12.1918
    Por morte de Sidónio Pais, é eleito pelas duas câmaras do Parlamento João do Canto e Castro como 5º presidente da república.
Links Relacionados
Correcções / Actualizações